O poder das refeições

Identifique obstáculos para reunir a família

Coordenar o horário de todo mundo parece difícil, mas dá pra fazer. Vejam quem tem dificuldade pra chegar cedo, quem tem aula à noite etc. A partir disso, achem um horário que seja conveniente para todos.

Se os horários de cada um prejudicarem o jantar em família, saiba que almoços ou cafés-da-manhã têm o mesmo valor

 O importante é vocês estarem juntos.

Deixar uma música de fundo

Deixar uma música de fundo é uma boa ideia, assim você evita aqueles silêncios desconfortáveis. Só não deixe o volume atrapalhar a conversa, e escolha algo que não incomode ninguém. Agora, se for pra brigar por isso, melhor deixar o som desligado.

Se houver clima

aproveite o momento descontraído para perguntar sobre as atividades dos seus filhos na internet. Mas sem tom de interrogatório. Perguntem com quem eles falam como você pergunta com quem brincaram no recreio.

Nunca use comida para recompensar

Nunca use comida para demonstrar amor ou recompensar. A sobremesa é uma parte da refeição – que pode existir ou não -, não um prêmio.

Comece aos poucos

Se parecer impossível reunir todo mundo para comer, comece aos poucos. Tente fazer pelo menos uma refeição juntos por semana. Veja o que funciona e siga em frente. Quanto mais melhor.

Comer em volta de uma mesa

É melhor comer em volta de uma mesa do que no sofá ou em um balcão. Se todos estiverem olhando uns para os outros, a conversa flui mais fácil.

Quando você experimenta comidas novas

as crianças podem sentir mais vontade de experimentar também. Ofereça, mas não force. Deixe que elas descubram sozinhas.

Seja realista

quanto ao tempo que cada refeição dura. Se demorar muito, as crianças vão ficar impacientes e não vai ser nada divertido.

Pergunte às crianças como elas gostariam de ajudar

Pergunte para as crianças como elas gostariam de ajudar. Assim elas escolhem uma tarefa que gostam e vão ficar ainda mais animadas com a refeição. Se não der pra ensinar a tarefa na hora, combine de voltar a isso no dia seguinte.

Deixe as crianças ajudarem

Mesmo que você faça tudo mais rápido sozinho, deixe as crianças ajudarem. Coisas que elas podem fazer: arrumar a mesa, colocar os bichos de estimação em outro lugar, escolher flores para colocar na mesa, etc.

Seja paciente

se surgirem discussões ou brigas. E nada de cancelar o jantar se estiver um clima ruim. O único jeito de superar as diferenças é pela convivência. Faz parte.

As refeições são um momento para aprender

As refeições são um momento para aprender a dividir. Se você fizer pratos específicos para cada pessoa, esse aprendizado acaba ficando prejudicado. Variedade é a solução, mas sem exagerar!

Publicado on 17 de agosto de 2010 at 17:51  Comments (1)  

The URI to TrackBack this entry is: https://priscilamedeiros.wordpress.com/o-poder-das-refeicoes/trackback/

RSS feed for comments on this post.

One CommentDeixe um comentário

  1. parabens, amei estas dicas. tuda muito bem elabora e as imagem compeltaram a ideia, mais uma vez parabens


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: